No Festival Gastronômico de Serra Caiada, Ezequiel celebra tapioca como Patrimônio do RN

Dentro da programação do tradicional festejo junino de Serra Caiada, o Festival Gastronômico Tapioca Fest contou com a presença do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), na noite desta quarta-feira (15). Na oportunidade, ao lado do prefeito Joãozinho Furtado (PSDB) celebrou a aprovação do Projeto de Lei de sua autoria, que torna a tapioca um Patrimônio Cultural Imaterial do Estado.

Ezequiel aproveitou ainda para entregar a homenagem pessoalmente as autoridades da cidade. “A ‘Tapioca de Serra Caiada’ representa uma atividade de fomento da economia local, interligando-se ao turismo para o desenvolvimento econômico e sociocultural de toda uma região, contribuindo também para a geração de emprego e renda. Esta iguaria é um dos principais atrativos da rota turística/gastronômica do município”, disse Ezequiel.

Há 19 anos acontece o maior São João da região com o “Arraiá da Serra”. “Ontem acompanhamos o Festival de Quadrilhas Juninas. Serão R$ 25 mil reais de premiação, divididos nas Categorias Estilizada e Tradicional/Matuta. A cultura de Serra Caiada está de parabéns! Até esta sexta-feira terá Concurso Miss Tapioca Fest, São João da Educação com artistas locais na Arena do Povo e muito mais!”, afirmou o prefeito Joãozinho Furtado.

Ainda de acordo com o deputado, “o patrimônio imaterial é transmitido de geração em geração, gerando um sentimento de identidade e continuidade”. Além disso, “é inegável a preservação dos aspectos da cultura e da identidade de Serra Caiada, sobretudo pela manutenção da tradicional ‘tapioca’, que se consolidou como símbolo da gastronomia da cidade”. A matéria foi aprovada por unanimidade pelos deputados estaduais durante a sessão plenária desta quarta-feira.

Ezequiel acompanhou também o Festival Gastronômico Tapioca Fest, que divulga a potencialidade econômica de Serra Caiada, a mandiocultura, com dez pratos à base de farinha e fécula da mandioca.  O município do Agreste é destino de esportes de aventura, como a escalada e o rapel na rocha que dá nome à cidade e resguarda um dos fragmentos rochosos mais antigos da América Latina. A rocha é Patrimônio Natural Histórico, com mais de 3,4 bilhões de anos.

prima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo