Multiplicadoras da prevenção: Assembleia Legislativa do RN lança Outubro Rosa e Lenço Solidário

Um estudo identificou que 47% das mulheres deixaram de fazer as visitas de rotina ao médico para prevenção do câncer de mama durante a pandemia de Covid-19, em 2021. Para ajudar na conscientização e prevenção à doença, que atinge mais de 53 mil pessoas no estado, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) lançou o “Outubro Rosa” e a campanha “Lenço Solidário”.

A solenidade, que reuniu representantes de diversos setores da sociedade, aconteceu no dia 4. Viabilizada pela Frente Parlamentar da Mulher (FPM), as ações fazem parte da Campanha Mundial Outubro Rosa. A atividade visa enfatizar e promover a ideia que o diagnóstico precoce aumenta a eficácia do tratamento e, por efeito, potencializa as chances de cura, que é 95%.

A campanha Lenço Solidário recebe doações de lenços, que serão entregues às mulheres que perderam o cabelo durante o tratamento contra o câncer. Máscaras de proteção facial contra Covid-19 também podem ser doadas. A contribuição pode ser feita na sede da ALRN, na zona Leste de Natal. A distribuição do material arrecadado acontecerá no dia 29 de outubro, quando as campanhas serão encerradas. Contudo, foi enfatizado, durante o lançamento, que a pauta da saúde da mulher é demanda cotidiana da Casa Legislativa.

Intitulada de “Câncer de mama: tabu, falta de clareza sobre a doença, diagnóstico precoce e autocuidado”, a pesquisa realizada pela Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec) a pedido da Pfizer mostra que 60% das mulheres sabem que a mamografia deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos. Mas o exame é apontado como um dos entraves no diagnóstico da doença, segundo as parlamentares Cristiane Dantas (SDD) e Eudiane Macedo (Republicanos) – ambas da FPM.

As cirurgias eletivas, de modo geral, estão em uma grande fila de espera, bem como as cirurgias para pacientes com câncer de mama. Aqui no estado não há tantos hospitais que façam esse tipo de atendimento (de câncer). Temos a Liga Contra o Câncer, que tem atendimento de primeira qualidade, mas cuja demanda é muito grande, já que atende pacientes de todo o estado”, destacou Cristiane Dantas.

A parlamentar, que presidiu a audiência, reforça que o amparo e o cuidado prestados às mulheres em tratamento deve ser o mesmo ofertado no processo de conscientização, prevenção e acolhimento. Cristiane Dantas comentou que os demais deputados estaduais têm debatido projetos de lei que garantem assistência ao cuidado com as mulheres e no combate às doenças.

Matéria completa em: AgoraRN

prima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo